Newsletter:

Para receber a newsletter do site, cadastre-se aqui

Nome:
Email:
 

 

xxxx   xxxx
 
Justiça carioca

 

O plenário do Supremo Tribunal Federal decidiu processar os cinco investigados por participação no esquema de venda de decisões judiciais que beneficiavam os empresários de bingos e jogos ilegais do Rio de Janeiro. Entre eles está Geraldo de Oliveira Medina, ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça), acusado de ter recebido RS 1 milhão para liberar máquinas caça-níqueis. Os denunciados e as denúncias: 1) Paulo Geraldo de Oliveira Medina, corrupção passiva e prevaricação; 2) José Eduardo Carreira Alvim (desembargador federal do TRF-2), corrupção passiva e quadrilha ou bando; 3) João Sérgio Leal Pereira (procurador regional da República), quadrilha ou bando; 4) Ernesto da Luz Pinto Dória (Juiz do TRT-15), quadrilha ou bando; 5) Virgílio de Oliveira Medina (advogado e irmão de Paulo Medina), corrupção passiva.

 

 

 

Copyright© Jair Pedroso. Todos os direitos reservados.