Newsletter:

Para receber a newsletter do site, cadastre-se aqui

Nome:
Email:
 

 

xxxx   xxxx
 
Yeda x Psol

 

Provocado por integrantes do PSOL, o debate sobre a necessidade de a Assembleia Legislativa solicitar à Justiça que o Ministério Público Federal esclareça se há gravações feitas pelo lobista Lair Ferst deve chegar à reunião da Mesa Diretora do parlamento na terça-feira.

Diante da falta de provas, o presidente da Assembleia, Ivar Pavan (PT), adotou posição cautelosa em relação às denúncias. Frustrou os incendiários que esperavam ouvir dele declarações bombásticas sobre as denúncias do PSOL. Pavan tem insistido que a Assembleia fez o seu papel na CPI do Detran, encaminhou as conclusões ao Ministério Público Federal e agora espera pela conclusão dos trabalhos dos procuradores.

Pavan adiantou que se uma das bancadas pedir que a Assembleia solicite acesso às gravações que o PSOL diz existir, ele será favorável. Na mesa, têm posição idêntica os deputados Cassiá Carpes (PDT) e Nelson Härter (PMDB).

 

 

 

 

Copyright© Jair Pedroso. Todos os direitos reservados.