Newsletter:

Para receber a newsletter do site, cadastre-se aqui

Nome:
Email:
 

 

xxxx   xxxx
 
Perto do fim da picada

 

         O presidente do conselho de Ética da Câmara dos Deputados, o gaúcho Sérgio Moraes (PTB) defende a extinção do conselho de Ética que preside. Argumento: “É muito desconfortável julgar os colegas”. Ele sugere que os casos de quebra de decoro parlamentar sejam julgados pelo STF. Por aí vocês têm uma idéia de qual será o resultado do julgamento, pelo conselho, do deputado Paulinho da Força (Sindical), do PDT de São Paulo, acusado de intermediação, em troca de propina, de empréstimo do BNDES à prefeitura de Praia Grande (SP). Aliás, se prevalecesse a lógica do desconforto, ministro descomportado do Supremo seria julgado pela Câmara.

 

 

Copyright© Jair Pedroso. Todos os direitos reservados.